Ver Todos os exames

Sollutio: SEXFE

TUSS: 40312330

Sexagem Fetal


Especialidades

Saúde Reprodutiva


Sobre o exame

O exame de sexagem fetal é um exame não invasivo utilizado para determinar o sexo do bebê a partir da oitava semana gestacional através da pesquisa de DNA fetal no plasma materno. Caso a sequência gênica do cromossomo Y seja identificada na amostra sugere-se feto do sexo masculino, e na sua ausência, feto do sexo feminino.

Produção

Material

Plasma

Meio(s) de Coleta

2 Tubos de EDTA K2 com Gel Separador VACUETTE® tampa branca-anel amarelo Greiner

Temperatura

Refrigerada: 2ºC a 8ºC

Volume Mínimo

5 mL

Método

PCR em tempo real

Estabilidade da Amostra

Ambiente-

Freezer30 dias

Refrigerada48 horas

Prazo de Resultado*

1 dia útil

*O prazo tem início a partir do momento que o material chega em nossa área técnica

Realização

Segunda a sexta-feira


Instruções

Preparo

Jejum: Não é necessário jejum ou cuidados especiais.

Coleta

A coleta deve ser realizada por um profissional do sexo feminino;

A coleta deve ser realizada a partir da 8ª semana de gestação;

Após a coleta, homogeneizar por inversão os tubos 8-10x e centrifugar a 2.200g por 15 minutos. Após a completa centrifugação e separação do plasma, manter o material refrigerado, não aliquotar o plasma em outro tubo. Caso o tubo utilizado for PPT da marca BD® centrifugar a 1100g por 15 minutos.

Transporte e Armazenamento

Transportar e armazenar a amostra refrigerada (2°C a 8°C).

Acondicionar o material nas bags disponibilizadas pelo laboratório Sollutio.

Realizar o congelamento do material apenas em situações em que excedam a estabilidade do material refrigerado.

Estabilidade

REFRIGERADA: 2°C a 8°C por até 48 horas.

Rejeição
  • Plasma aliquotado;
  • Amostras fortemente hemolisadas;
  • Volume insuficiente;
  • Amostras não centrifugadas;
  • Amostra em tubo não recomendado;
  • Amostra não identificada;
  • Tubo vazado;
  • Amostra de paciente com menos de 8 semanas de gestação ou menor de 14 anos.
Informações Adicionais

Amostras levemente hemolisadas ou recebidas com temperatura inadequada serão processadas sob restrição.


Interpretação do Exame

Presença de fragmentos do cromossomo Y: Gênero masculino.

Ausência de fragmentos do cromossomo Y: Gênero feminino.

Restrições

O teste consegue identificar ambos os sexos em casos de gêmeos univitelinos (mesma placenta), pois ambos compartilham o mesmo sexo. Em caso de gêmeos bivitelinos (presença de duas placentas) com resultado masculino, o teste indica a presença de pelo menos um menino, não podendo esclarecer o sexo do outro feto. A ausência de DNA masculino (univitelina ou bivitelina), indica que ambos são femininos.

Resultados discordantes podem ocorrer devido à quantidade de DNA fetal circulante insuficiente no momento da coleta e qualidade da amostra, levando a resultados falso-femininos, enquanto transfusões de sangue recebidas pela mãe e transplante de órgão proveniente de um homem podem levar a resultados falso-masculinos.

Em casos da fertilização in vitro, há a chance de um dos embriões implantados no útero da mãe não evoluir e ser reabsorvido pelo organismo materno. O teste pode detectar a presença de cromossomos masculinos vindos desse embrião que não se desenvolveu.

O uso de medicamentos a base de heparina pode levar a resultados inconclusivos, por ser um inibidor do teste.

Documentos para download

Documento

Código


Não encontrou o que precisava?
Fale com nossa equipe e veja como podemos te ajudar


Parceria e Orçamentos

Converse com nossa equipe comercial para condições especiais e parcerias.


Dúvidas e Assessoria

Entre em contato com os nossos profissionais para maiores informações sobre os exames e procedimentos da Sollutio


Garantia de qualidade


Certificado de Acreditação PALC


Certificado de Proficiência em Ensaios Laboratoriais CONTROLLAB


Ensaio de Proficiência - Certificado de Participação


Termo de Responsabilidade Técnica CRBio


Certificador de Regularidade de Inscrição de Pessoa Jurídica CREMESP