Ver Todos os exames

Sollutio: PRIONDCJ

Proteína Priônica para Diagnóstico de Doença de Creutzfeldt-Jakob


Sinônimos

Príon, Doença de Creutzfeldt-Jakob


Sobre o exame

A Doença de Creutzfeldt-Jakob (DCJ) é uma doença neurodegenerativa, caracterizada por provocar uma desordem cerebral com perda de memória e tremores. A doença de Creutzfeldt-Jakob é um tipo de Encefalopatia Espongiforme Transmissível (EET) que acomete os humanos e é a mais comum das doenças humanas causadas por príons (do Inglês Proteinaceous Infections Particles). Os príons são pequenos agentes infecciosos, menores que os vírus, formados por proteínas altamente estáveis e resistentes a diversos processos físico-químicos, que se replicam e substituem proteínas normais, levando a neurotoxicidade. A técnica RT-QuIC (real-time quaking-induced conversion) identifica o acúmulo de proteína patológica do príon patológico.

Doenças Relacionadas

Doença de Creutzfeldt-Jakob

Produção

Material

Liquor

Meio(s) de Coleta

Tubo Estéril

Temperatura

Refrigerada (2ºC a 8ºC) | Congelada (-20ºC)

Volume Mínimo

1mL

Método

Conversão de proteína priônica induzida por agitação em tempo real (RT-QuIC)

Estabilidade da Amostra

Ambiente-

Freezer7 dias

Refrigerada3 dias

Prazo de Resultado*

21 dias úteis

*O prazo tem início a partir do momento que o material chega em nossa área técnica

Realização

Segunda a sexta-feira


Instruções

Preparo

Este exame não necessita de  preparo especial.

Coleta

amostra coletada por procedimento médico, encaminhar o material no tubo e temperatura indicada.

Transporte e Armazenamento

Armazenar e transportar a amostra em temperatura refrigerada (2ºC a 8ºC).

ou congelada (-20ºC).

Estabilidade

Congelada (-20 ºC): até 7 dias após a coleta.

Refrigerada (2 a 8 ºC): até 3 dias.após a coleta.

Rejeição

Amostras recebidas diferente das condições solicitadas (tubo incorreto, volume de amostra impróprio, fora da estabilidade e/ou temperatura incorreta), armazenamento e/ou transporte em condições inadequadas e identificação inadequada ou incorreta.

Informações Adicionais-

Interpretação do Exame

Resultados:

  • Positivo
  • Negativo

Um resultado “negativo” não descarta por completo o diagnóstico da doença de Creutzfeldt-Jakob, porém o torna menos provável.

Técnica aplicada: Conversão de proteína priônica induzida por agitação em tempo real (RT-QuIC). Esta técnica apresenta uma sensibilidade de 89% e especificidade de aproximadamente 100% para a doença de Creutzfeldt-Jakob esporádica, segundo McGuire LI et al, 2012 (1).

Notas

  1. A presença de hemácias no LCR pode negativar o resultado.
  2. Esta interpretação está sujeita ao cumprimento da condições pré-analíticas desta análise.
Restrições-

Documentos para download

Documento

Código


Não encontrou o que precisava?
Fale com nossa equipe e veja como podemos te ajudar


Parceria e Orçamentos

Converse com nossa equipe comercial para condições especiais e parcerias.


Dúvidas e Assessoria

Entre em contato com os nossos profissionais para maiores informações sobre os exames e procedimentos da Sollutio


Garantia de qualidade


Certificado de Acreditação PALC


Certificado de Proficiência em Ensaios Laboratoriais CONTROLLAB


Ensaio de Proficiência - Certificado de Participação


Termo de Responsabilidade Técnica CRBio


Certificador de Regularidade de Inscrição de Pessoa Jurídica CREMESP