Ver Todos os exames

Sollutio: PRESP7

TUSS: 40314618

Painel Respiratório I - 7 Patógenos (Sars-Cov-2)


Sinônimos

Covid-19, Influenza A, Influenza B, Vírus sincicial respiratório, Mycoplasma pneumoniae, Adenovírus, Rinovírus, SARS-CoV-2


Sobre o exame

O Coronavírus, os vírus influenza A e B, e o Vírus Sincicial Respiratório, apresentam sintomas semelhantes, no entanto com tratamentos diferentes, logo há a necessidade de identificação correta de qual vírus é responsável pela infecção em questão.

A Covid-19 é uma infecção respiratória aguda causada por um subtipo de coronavírus denominado SARS-CoV-2. Este novo vírus, chamado SARS-Cov-2,  e a doença eram desconhecidos antes do início do surto em Wuhan, na China. A principal via de transmissão do SARS-CoV-2 (causador da covid-19) é aérea. 

A gripe é uma infecção aguda do sistema respiratório, provocado pelo vírus da influenza, com grande potencial de transmissão. O vírus influenza A e B são responsáveis por epidemias sazonais, sendo o vírus influenza A responsável pelas grandes pandemias.

O vírus sincicial respiratório (VSR) é uma das principais causas de infecções das vias respiratórias e pulmões em recém-nascidos e crianças pequenas, e um de muitos vírus que podem causar bronquiolite (infecção dos brônquios, nos pequenos tubos respiratórios dos pulmões).

Adenovírus são um grupo de vírus que normalmente causam doenças respiratórias, como um resfriado comum, a conjuntivite (uma infecção no olho), crupe, bronquite ou pneumonia. Em crianças, geralmente adenovírus causam infecções no trato respiratório e no trato intestinal. Já os rinovírus são frequentemente associados ao resfriado comum.

Mycoplasma pneumoniae é um importante agente causador de pneumonia em crianças que pode evoluir para lesão pulmonar. A infecção pulmonar geralmente é classificada como uma pneumonia atípica, a doença é altamente transmissível e a infecção ocorre o ano todo, com picos no outono e no início do inverno. Em crianças, o M. pneumoniae é um agente responsável por infecções respiratórias geralmente leves e autolimitadas nos tratos superior e inferior, que incluem casos de faringite, traqueobronquite, bronquiolite e pneumonia.

Doenças Relacionadas

Gripe, Bronquiolite, Pneumonia, Conjuntivite

Produção

Material

Swab Nasofaringe e Orofaringe, lavado broncoalveolar e lavado traqueal.

Meio(s) de Coleta

Swab rayon + frasco estéril

Temperatura

Refrigerada: 2ºC a 8ºC

Volume Mínimo

1 frasco estéril com 2 swabs (naso e orofaringe)  em 2 mL de salina ou solução fisiológica

Método

Reação em Cadeia Polimerase (PCR) em tempo Real (RT) - RT PCR

Estabilidade da Amostra

Ambiente-

Freezer-

Refrigerada72h

Prazo de Resultado*

1 dia útil

*O prazo tem início a partir do momento que o material chega em nossa área técnica

Realização

Segunda-feira a sábado


Instruções

Preparo

Jejum: Não é necessário jejum ou cuidados especiais.

Dados: Enviar informações do paciente (dados pessoais, CPF e exame a ser realizado)

Coleta

Coleta nasofaringe: o swab deverá ser inserido suavemente por uma das narinas até encontrar resistência (cerca de 5 centímetros). Não é doloroso, mas pode ser desconfortável, os olhos lacrimejarem e provocar tosse. Após esse procedimento fazer a rotação com o swab para retirada do material, repetir esse mesmo procedimento em outra narina. Após esse procedimento colocar o swab dentro do frasco estéril com salina.

Coleta orofaringe: o segundo swab deverá ser inserido na cavidade oral do paciente, rotacionar o swab de forma a coletar o material e após a retirada da secreção inserir o swab no mesmo frasco que já contém o swab nasofaríngeo.

Lavado broncoalveolar e lavado traqueal: coleta realizada por procedimento médico e deve ser enviada no  frasco estéril

IMPORTANTE: enviar apenas no swab de Rayon, não é aceito swab de algodão ou de outro material, devido às técnicas e interferências na metodologia utilizada.

Transporte e Armazenamento

Transportar refrigerado (2°C a 8°C).

Acondicionar o material nas bags disponibilizadas pelo laboratório Sollutio.

Estabilidade

REFRIGERADA: 2 a 8०C até 72 horas

Rejeição

Amostras recebidas diferente das condições solicitadas;

Amostras fora da estabilidade e em temperatura inadequada degradam e com isso diminui a sensibilidade de quantificação do material genético (RNA), interferindo diretamente no resultado obtido;

Volume insuficiente de salina: é necessário que seja enviado tubo contendo o volume adequado de salina, além dos 2 swabs de coleta, em casos de ausência de salina ou de ambos os swabs não é possível fazer o processamento da amostra, necessitando de recoleta.

Informações Adicionais-

Interpretação do Exame

Resultado “Detectado”: presença do patógeno na amostra.

Resultado “Não Detectado”: ausência do patógeno na amostra ou presença em concentração abaixo do limite do teste.

Resultado “Inconclusivo”: Sem amplificação do controle interno.

Para Influenza A, o painel detecta os subtipos H1N1 e H3N2

Para o  Vírus Sincicial Humano (HRSV), o painel detecta os tipos A e B.
*Um resultado “Não Detectado” NÃO exclui a possibilidade de infecção por outros patógenos não analisados neste painel.

Restrições

N/A

Documentos para download

Documento

Código


Não encontrou o que precisava?
Fale com nossa equipe e veja como podemos te ajudar


Parceria e Orçamentos

Converse com nossa equipe comercial para condições especiais e parcerias.


Dúvidas e Assessoria

Entre em contato com os nossos profissionais para maiores informações sobre os exames e procedimentos da Sollutio


Garantia de qualidade


Certificado de Acreditação PALC


Certificado de Proficiência em Ensaios Laboratoriais CONTROLLAB


Ensaio de Proficiência - Certificado de Participação


Termo de Responsabilidade Técnica CRBio


Certificador de Regularidade de Inscrição de Pessoa Jurídica CREMESP