Ver Todos os exames

Sollutio: CHLAMY

Chlamydia trachomatis - PCR Qualitativo


Sinônimos

Clamídia, DST (Doenças sexualmente transmissíveis), IST  (Infecções sexualmente transmissíveis)

Especialidades

Infectologia | Saúde Sexual


Sobre o exame

As infecções ocasionadas por Chlamydia trachomatis são atualmente reconhecidas como uma das principais causas de doenças sexualmente transmissíveis (DST) em todo o mundo, com a ocorrência de aproximadamente 89,1 milhões de casos anualmente.

Entre as mulheres, as consequências das infecções clamídias são graves quando não tratadas, sendo essa infecção urogenital a causa mais frequente de infertilidade de origem tubária. Visto que, aproximadamente metade dessas infecções é assintomática, muitos casos não são detectados e tratados, conduzindo a problemas adicionais, particularmente em mulheres grávidas. Os bebés nascidos de mães infectadas têm um alto risco de desenvolver conjuntivite de inclusão e pneumonia.

A recorrência das infecções é comum, especialmente nos indivíduos que se infectam antes dos 20 anos, e a imunidade desenvolvida é parcialmente protetora, considerando-se 15 ou mais sorotipos da C. trachomatis. Episódios sucessivos de infecção aumentam o risco de desenvolver sequelas e a chance de se contrair a infecção pelo HIV.

A técnica de PCR é a mais sensível e específica no diagnóstico da Clamídia, sendo a metodologia recomendada pelo CDC (Centro de Controle de Doenças). A referida técnica também pode ser aplicada com sensibilidade em amostras de urina.

Doenças Relacionadas

Doença inflamatória pélvica, Cervicite, Uretrite não gonocócica, Epididimite, Vaginite, Proctite, Linfogranuloma venéreo, Artrite reativa, Conjuntivite neonatal, Pneumonia neonatal em recém natos através das transmissão materna

Produção

Material

Secreção ou Escovado do Colo do útero, vagina, vulva; Swab Anal; Urina, Secreção Uretra ou Sêmen.

Meio(s) de Coleta

Escovados e secreções: CellPreserv®, Thinprep®, Surepath®, Gynoprep® ou Digene| Urina e sêmen: Frasco estéril

Temperatura

Refrigerada: 2ºC a 8ºC

Volume Mínimo

Verificar em informações adicionais.

Método

Reação em Cadeia Polimerase (PCR) em tempo Real (RT) - RT PCR

Estabilidade da Amostra

Ambiente-

Freezer-

Refrigerada7 dias

Prazo de Resultado*

3 dias úteis

*O prazo tem início a partir do momento que o material chega em nossa área técnica

Realização

Segunda-feira a sábado


Instruções

Preparo

Abstinência sexual de 72 horas;

Não fazer uso de óvulos e/ou cremes vaginais;

Não realizar duchas ou lavagem interna;

Não realizar ultrassom transvaginal;

A coleta da citologia líquida deve ser feita antes da colposcopia (antes da aplicação do iodo ou ácido acético).

Coleta

Coleta de escovados e secreções: Os meios possuem espátulas ou escovas para a coleta do material informado, após a coleta, proceder conforme orientação dos meios líquidos (CellPreserv®, Thinprep®, Surepath®, Gynoprep®). Ao realizar a coleta com a espátula ou escova, o material precisa ser desprendido no meio líquido, caso tenha utilizado kits com escova, esfregar as cerdas na parede do frasco para liberação das células coletas, caso o kit utilizado tenha espátula, após a coleta inserir a espátula no frasco e agitar vigorosamente para liberar as células coletadas. Fechar o meio e manter refrigerado.

Ressaltamos que uma coleta adequada é de extrema importância para diminuição da liberação de um resultado inconclusivo. Muitas vezes ligado a baixa celularidade (coleta inadequada).

Coleta urina: Solicitar para o paciente antes de realizar a coleta higienizar as mãos. Após a higienização, será necessário desprezar o primeiro jato de urina no vaso e sem interromper a micção coletar o jato médio de urina no frasco estéril de boca larga, fechar bem o frasco e enviar refrigerado.

Orientar o paciente a realizar a coleta da primeira urina da manhã ou então aguardar intervalo de 4h após a última micção.

Transporte e Armazenamento

Transportar e armazenar a amostra refrigerada (2°C a 8°C).

Estabilidade

REFRIGERADA (2°C a 8°C) até 7 dias após a coleta.

Rejeição

Amostras recebidas diferente das condições solicitadas;

Volume insuficiente;

Temperatura inadequada;

Tubo vazando.

Informações Adicionais

Volume mínimo:

Escovados e/ou secreções - o volume pode variar dependendo do meio líquido utilizado, segue:

Gynoprep (mínimo 2mL), CellPreserv (2 mL), ThinPrep (2 mL), SurePath (4 mL) ou Digene (mínimo 1 mL) por exame.

Urina: Frasco Estéril ou Tubo Cônico (4 mL)
Sêmen:  Frasco Estéril (1 mL)


Interpretação do Exame

Detectado: Presença do patógeno na amostra, de acordo com a doença relacionada.

Não Detectado: Ausência de patógenos na amostra.

Inconclusivo: Indica que houve falha na amplificação do controle interno endógeno da amostra. Indicativo da presença de fatores interferentes que inibem a reação ou em amostras com baixa celularidade.

Limite de detecção: 30 partículas bacterianas

Restrições-

Documentos para download

Documento

Código


Não encontrou o que precisava?
Fale com nossa equipe e veja como podemos te ajudar


Parceria e Orçamentos

Converse com nossa equipe comercial para condições especiais e parcerias.


Dúvidas e Assessoria

Entre em contato com os nossos profissionais para maiores informações sobre os exames e procedimentos da Sollutio


Garantia de qualidade


Certificado de Acreditação PALC


Certificado de Proficiência em Ensaios Laboratoriais CONTROLLAB


Ensaio de Proficiência - Certificado de Participação


Termo de Responsabilidade Técnica CRBio


Certificador de Regularidade de Inscrição de Pessoa Jurídica CREMESP